segunda-feira, 23 de maio de 2016

Personalizados Star Wars

Boa noite pessoal.

Pra quem não sabe, trabalho em casa a quase 2 anos com itens personalizados. ( após o nascimento da Nina, fui demitida depois de alguns meses) eu Ameiii rs, assim poderia babar muito minha baby que foi uma luta pra chegar ao mundo.

Faço camisas Personalizadas e a menos de 1 ano comprei a Silhoett.

Estou tentando integrar os 2 no mesmo ramo.

A acho que consegui.
Com muito orgulho apresento algo 100% original da Borret Artes ( gente e o nome da minha empresa rs)

Camisa personalizada no tema que a mamãe Luciana escolheu ( cada criança escolheu uma imagem diferente do catálogo que passei pra ela) e a caixa personalizada combinando com a estampa da camisa.

Em resumo. Fiquei apaixonada por este encomenda. Até doeu postar nos correios, rs

Niver do Nicolas vai ser lindo :)

sábado, 14 de maio de 2016

Dia 29/01/2014 Nasceu Minha Princesa

Achei este arquivo nos meus rascunhos, tudo muito parecido com meu último parto. Mas pelo menos este tem um final feliz .
By Raquel Borret


Pessoal
Depois de um tempo sumida voltei, vim trazer meu relato de parto.


Na terça (dia 28/01), passei um dia normal, sem fazer muito esforço nem nada, devido à gravidez, dormi e uma coisa meio difícil, estava deitada no sofá da sala meio acordada, meio dormindo e assim prosseguiu a noite, quando era  2:05 da manha do dia 29/01 senti um pouco de liquido saindo, molhou um pouco a calcinha e o short, mais nada de litros e litros, como toda grávida vaza, rs  achei que pudesse ser xixi ou a bolsa, fui no banheiro (sem comentar nada com o meu marido) para verificar.

Assim que sentei no vaso senti como se meio copo de água caísse pelo vaso, sem eu fazer força alguma, ai percebi que a bolsa tinha estourado, (não sei como, mais eu estava muito calma) falei com o meu marido que ficou meio que desesperado, deixei claro que não sabia se realmente era isto, tomei banho, coloquei uma calcinha seca com um absorvente e fui deitar de lado para verificar.

Obs.:  Esta e a melhor maneira de verificar se a bolsa rompeu, ta em duvida, coloca um absorvente e espera pra ver se vai continuar o vazamento.

Depois de um tempinho ficou vazando mais liquido, esperei mais um pouco e fui ao banheiro ver o absorvente e ele estava com um liquido meio amarelo avermelhado, mais pouco, foi quando percebi que realmente a bolsa tinha estourado. (marido em pânico andando pela casa igual maluco).

Liguei para o meu medico, que estava dormindo, falei o que tinha acontecido e ele falou que iria ligar pra maternidade onde já estava marcada (pro dia 03/02) para verificar se tinha vaga e ficou de me retornar.

Uns 15 a 20 min depois ele me retornou.
Falou que não tinha vaga lá e nem na outra maternidade que ele faz partos e que não poderia fazer meu parto por conta disto, (meu plano por ser básico demais , não tinha muita opção de maternidade, e das maternidades que tinha ele so fazia parto em 2 delas)em resumo, falou que teria que ver uma maternidade próximo a minha residência e fazer com um plantonista.

Quando ele falou isto, meu mundo desabou, como assim?
Então pra que se faz um pré natal com um medico, se planeja e se estrutura para um parto  com o medico se não final ele te deixa com um plantonista ?
.
Eu apenas falei ok, desliguei o celular, entrei em pânico, me preparei psicologicamente para ter o parto com ele, fantasiei uma coisa, e seria totalmente diferente.

Respirei fundo e continuei os preparativos para a chegada da minha filha, não poderia me deixar abalar por isto, terminei de arrumar a minha mala e a do meu marido, tomamos banho, chamamos um carro executivo e fomos para a maternidade.

Eu não sabia como funcionava mais hospital maternidade, costuma ter um centro de emergência para obstetra, tive que primeiro passar pela medica, para ela verificar, ela me deu o toque (O que fez sair mais liquido e sangue), viu que não tinha dilatação, e que a bolsa estourou mais que não muito, pois estava saindo pouco liquido, falou que não tinha vaga, mais que era para verificar se teria vaga mais tarde (Entrei no hospital era umas 3 e pouco da manha, quase 4)
Fui na parte de internação e me confirmaram que não tinha vaga, mais que poderia esperar ate a hora das altas que era por volta das 10:30, como não tinha opção fiquei esperando, me colocaram em uma sala de espera onde me deram remédio pra dor ( as contrações estavam começando, mais estavam em espaços enormes então ficou tranqüilo).

Fiquei nesta sala de espera ate as 12:00 mais ou menos porque tiveram que eu esperar as altas, depois limpa o quarto (era enfermaria) , nisto eu fiquei com mais dor, tive que trocar o absorvente umas 2 x porque o liquido não parava, comecei a ficar desesperada e chorar porque fiquei com medo de perder todo o liquido e minha filha não ter como respirar, praticamente nenhum medico foi me ver quando fiquei na sala de repouso, não me passaram exame de ultra nadaa, para verificar se o bebe estava bem, em resumo, paga se plano para ter tratamento de hospital publico, infelizmente.

Fui para o quarto (nesta altura a família já tinha chegado), e nada de ir para a sala de operação, depois de 40 min no quarto e que veio o maqueiro me levar.

As 13:40 nasceu minha princesa, foi a trancos e barrancos kkk, nossa foi horas horríveis pois meu medo era pela minha filha e não por mim
Nasceu toda ensangüentada, rs e berrando muito (sinal de saúde kkk)
Com 38 semanas e 3 dias, pesando 2,760

Abaixo vídeo do parto
 http://youtu.be/0OFq3YrSen8




A Perda de uma Filha

A maternidade e uma coisa maravilhosa.

Pra quem não sabe, foi um pouco difícil eu entrar neste mundo.

Com 1 ano de casamento descobri que tinha endometriose, foram muitos médicos , ate conhecer um especialista neste assunto, após um tratamento um pouco longo, fiquei gravida.
perdi com menos de 1 mês ( não sabia que estava gravida na verdade),  com menos de 3 meses engravidei novamente, foi uma gravidez difícil, ao qual fiquei dos 4 aos 9 meses de repouso, pressão alta, mais nasceu minha princesa Nina.

Devido a este problema de endometriose resolvemos tentar novamente quando a Nina tinha 1 ano e pouco, fiquei gravida da Lara a sapequinha, desde dos 2 meses ela não parava de pular na minha barriga.
era ciumenta, ia cuidar da Nina, colocava a nina no colo, e ela logo começava a chutar, rs
era mandona, só podia deitar do jeito que ela queria.
era uma sapeca.
fiquei enorme, gigante, todos achavam que estava gravida de gemios, ate eu achei e vivia pedindo pro medido da ultra verificar se realmente tinha  pq a barriga estava enorme.
 
Nossa Ultima foto juntas.
 No dia 29/04 para 30/04 começa as contrações ( como seria no publico, tem a regra de ter 4 Cm de dilatação para ser atendida, ou bolsa estourada), esperei as contrações ficarem ritmadas e nada; fiquei das 6 da tarde ate as 2 da manhã com as dores e nada de ter ritmo, só ficava em 30 a 40 segundo de dor. mais ai surge um sangramento, e fomos para a maternidade.

Me deram remédio pra dor, a dor não passou ( então era contração de verdade e não a falsa, pois a falsa passa com remedio) mais o colo do útero estava fechado. me passam exame de cardiotocografia, 

As 5:00 da manha faço os exames, Lara não para de chutar estava irritada talvez com o som do exame que era alto, e nas contrações ela mexe cada vez mais.

As 5:30 o exame acabou e volto para  sala de espera para esperar a medica me atender, mais entra 3 gravidas que chegam com bolsa estourada ( elas tem prioridade no atendimento, já que a bolsa estourou) 

As 6:30 me chamam novamente, deito na cama, colocam para escutar o batimento cardíaco e silencio. a medica fala que o aparelho esta ruim  pega outro, e escuta a mesma coisa, silencio.
ela me manda a enfermeira me levar para o segundo piso as presas para fazer uma ultra ( eu já nervosa e com contrações que vai e vem e nada de ter ritmo) quando ela consegue as chaves da sala para fazer minha ultra vem com mais 1 medica e 1 enfermeira e não encontra mais batimento cardíaco.

Imagina o desespero de uma mãe com 37 semanas e 2 dias de gestação, mala da maternidade com o marido, tudo separadinho com o maior cuidado e amor.

Entrei em desespero, me encaminharam para o centro cirúrgico para uma cessaria de emergência.
eu só sabia chorar e implorar para tentar ressuscitar minha filha.

Foi muito difícil passar por tudo, anestesia, sonda com as contrações e minha filha morta dentro de mim.
a presa era tão grande que nem esperaram a anestesia fazer o efeito completo, ainda sentia meus pés quando começaram a me abrir.

Senti quando ele empurraram ela para tirar dentro de mim e apaguei ( fui anestesiada para dormi).

Acordei desorientada com a as conversas das enfermeiras, falando de festas, de baile de sair ...  e meu coração quebrado pois uma parte de mim tinha morrido, uma enfermeira ( um anjo) me viu acordada chorando, e veio me consolar, perguntei e ela falou que infelizmente não teve o que fazer, perguntaram se queria ver ela, falei que sim, abriram um zip de um pacote branco do meu lado e tiraram minha filha morta, mais eu estava ainda sobre efeito da anestesia e sem óculos e não consegui ver ela, só vi ela embaçada, parecia ser cabeluda, branquinha, mais estava um pouco vermelha demais. e depois guardaram e levaram embora.
 9 meses sonhando com o rostinho dela e nunca mais vou saber coo era, a quem puxou mais, se foi eu ou o pai, 9 meses sonhando em sugurar sua mão e nunca mais vou poder fazer isto.
não vou poder fazer um carinho em seu cabelo ou rosto.

 Fiquei um bom tempo naquela sala, chorando me sentindo  um lixo, como podia ser possível, eu gerei, eu senti, eu amei, eu brinquei e conversei com ela, e não pereci que ela estava morrendo dentro de mim, eu escutei o seu coração e senti seus chutes 1 hora antes de ser diagnosticada sem batimento cardíacos. como era possível. que mundo cruel era este.

Soube que estava demorando na sala, pois estavam tentando conseguir um quarto vazio ( com era hospital publico as enfermarias costumam ter varias pessoas) e estavam tentando conseguir um quarto sem bebês, pois poderia piorar meu estado.

Quando me transferiram para o quarto tinha uma moça com seu filho, eu entrei em desespero, chorei de berrar, nunca chorei tanto, era um choro desesperado, um choro que mau se respira, um choro  com uma dor tão profunda  que não sei explicar. tiraram a moça com seu filho e levaram para outro quarto, a enfermeira ( anjo) me consolou mais uma vez.


Esqueci de falar a Lara morreu porque tinha um nó verdadeiro, as contrações fizeram o nó apertar e matou ela sufocada.

Segui 2 pra 3 dias naquela maternidade, não podia ver bebês então procurava não sair do quarto, pois tinha crises de choro horríveis, meu marido e minha família me ajudaram muito.

Não conseguia me ver no espelho, pois eu tinha o corpo de gravida, porem uma barriga mucha e vazia, sem minha filha ali ou sem filha do meu lado.

me apoiava na minha outra filha que já estava com 2 aninhos, na Nina, eu tinha que ser forte por ela, não podia ser egoísta e só pensar em minha dor.

Não esta sendo fácil, hoje completa 44 dias da perda da Lara, e tão estranho.

Ficamos irracionais em alguns aspectos, eu saio na rua e tenho vergonha dos outros, das pessoas, principalmente das  que sabiam que eu estava gravida.

como não amamentei não emagreci muito, estou com uma barriga de gravida e algumas pessoa perguntam para quando que o bebê vai nascer ...
parei de ficar presa em casa, e em qualquer condução que pego, as pessoas querem me dar lugar achando que estou gravida.

Ainda tenho minhas crises de choro, ainda não posso ver bebês, pois me faz lembrar da minha que perdi.

Me sentia como se a minha alegria tinha sido arrancada e puxada de mim. alto estima, nem sei o que isto significa.

mais estou metendo a cara no serviço, não foi fácil voltar (fiquei 3 semanas na casa da minha mãe) e fiquei muito mau, por chegar lá sem minha Lara, não foi isto que imaginei e sonhei
as roupinhas dela estão guardadas ( escondidas de mim), e pelo jeito vai ficar durante um tempo.

Quando saio, só consigo enxergar bebês, o mundo parece que só existe isto, e doí, tento desviar o olhar, mais e o choro ? tenho aprendido a viver escutando musica altaaa, e tem me ajudado e muito a deixar a dor pra trás.

E estranho, pois vc mão imagina a dor, apenas sonha com a alegria.

Tive varias fases dificultes depois disto.

O leite desceu, e era uma péssima lembrança, tomei remédio pra secar, mais ele desceu mesmo assim, tive que fazer compressa com gelo de 3 em 3 horas durante 1 semana.

sentir as dores da cessaria e tranquilo quando vc tem um bebê, sei disto pq com a Nina foi assim, mais desta vez não foi, não tinha a Lara, então doía demais, não só no corpo, mais no coração, e complicado ter uma cessaria quando há perda do bebê.

Mas graças a Deus eu tenho um marido que me ajudou muito, me deu muito apoio, escondeu a própria dor  pq ele sofreu muito) pra me consolar, e tenho uma filha linda e sapeca pra me fazer rir.

A dor da perda da Lara esta ficando pra trás, ela existe, ainda choro muito por ter perdido minha bebê, mais sei que isto não vai trazer ela de volta, devido ao nó, ela teria nascido talvez com alguns problemas  pois ela não engordou em 2 semanas, o nó já estava privando ela de alimento e talvez de oxigênio, foi melhor pra ela talvez.

E sigo com a vida,  o meu maior remorso e pensar que talvez se tivesse sido no particular, ela teria sido mais bem acompanhada em termos de ultra ( no particular com a Nina fiz ultra pra tudo, até pra verificar o cordão umbilical, se estava passando tudo direitinho pra ela, pra Lara foram 3 exames de ultra normal, nada de mais, exames básicos) talvez ela pudesse estar viva se tivesse sido bem acompanhada no pré natal, talvez tivesse sido prematura, mais viva o erro foi meu de engravidar sem ver primeiro um plano de saúde e meu culpo por isto.
o hospital onde a tive foi ótimo, me deu toda a assistência possível, mais onde fiz a minha pré natal não foi tão bom assim.

e o outro remorso, foi pensar que não percebi que minha filha estava dando seus últimos chutes de dor, de desespero pq ela estava sufocando, e eu não fiz nada, não percebi.


sábado, 20 de fevereiro de 2016

Sumida eu, imagina rs

Bem,
Cuidar de uma criança,  não  e fácil.
Ainda mas quando vc abre uma empresa dentro do ovinho onde vc mora para poder ajudar nas despesas de casa.

Nina nasceu e depois de 5 meses e claro que fui demitida. (Confesso que amei, rs.)
3 anos de luta pra engravidar, e depois ter que deixar um bebê de 4 meses e 15 dias em casa :( sem leitinho gostoso da mamãe,  sem E mamãe dela. Resumo, a bichinha ficou doente. Toda semana faltava. Ela vivia na emergência.  Foi um mês de trabalho super difícil.
Aí fui demitida E deu graças a Deus, infelizmente ela largou o peite E demorou a se recuperar emocionante.

Chegamos a outro problema. O que se faz quando se tem mas de mil reais em contas mensais, (afinal minha casa, minha vida e meio que propaga. 500 reais de casa+ 150 reais de condomínio,  fora luz, água,  internet .... )

Eu já desconfiava sobre a demissão, então depois de ver uma propaganda na Internet sobre coisas personalizadas resolvi pesquisar sobre o assunto.

Pegamos o dinheiro da rescisão, recebi um dinheiro de herança e pronto.
Comprei as máquinas e matareias e comecei a fazer camisas personalizadas.

Gastei um dinheiro alto de início  ( por falta de experiência, pois se fosse hoje teria gasto bem menos) mas valeu a pena.
Em 6 meses estavam bem mas vendas. Ao ponto de empresa conseguir pagar as contas.

Após 1 ano e 7 meses mais ou menos, a empresa para as contas de casa,  compro o material pra trabalho e ainda posso investir de tempos em tempos em novos maquinários.
Bem, estamos devagar pq Dilma não ajuda jkkk
No início pagavamos 98,00 reais de luz, hoje pagamos 380,00 de luz usando os mesmos equipamentos em casa, mas faz parte.

Aquele quanto lindo que fiz pra Nina pintado em listras ... virou o quarto de estampa kkk
A gente,  ela nunca usou, dorme na cama com A gente até  hoje jkkk.

A 7 meses quase 8 engravidei de novo :o

Em resumo,  cuido de Nina, da empresa, da casa e to enorme em termos de barriga #32semanas de gestação.

Por isto sumi gente. Vou tentar postar com mas frequência, mas não garanto rs. Daqui a pouco a Lara nasce ( aa to grávida de menina  amei ser mãe  de princesa) ai acho que vai complicar tudo.

Mas devo postar mas dicas referente ao meu trabalho ou as crianças kkk

Fotinho da barriga com 30 semanas :)

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Como Pintar e Enfeitar Nichos redondos

Voltei Pessoal,

Estava devendo os links com os vídeos ensinando a pintar e enfeitar os nichos redondos.

Já postei no meu canal do YouTube e abaixo vou postar os links


Obs.: Lembrando que no posto anterior estava descrito os materiais e a loja onde comprei os itens, segue link abaixo:
Nichos Redondos